segunda-feira, 1 de março de 2010

Companheiros e Companheiras!
Com trabalho, vencemos as crises
A passagem rápida do Brasil pela crise mundial mostrou ao mundo o valor do trabalho e o papel positivo do sindicalismo na solução das crises. Foi quando Lula resolveu ouvir as centrais sindicais e assumir as propostas dos trabalhadores – reduzindo o IPI de eletrodomésticos e carros, valorizando o salário mínimo e criando políticas setoriais – o País fortaleceu o mercado interno e a poupança, resistindo à fase de incertezas. Sem um mercado consumidor tão forte, países ricos, como Alemanha, França e Japão, entraram em recessão, quando a economia encolhe e pára de crescer.
O passo seguinte é a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais – sem redução salarial – que pode gerar mais de dois milhões de empregos, além do tempo que o trabalhador ganhará para o lazer e o convívio familiar.
Na construção civil, a palavra de ordem é qualificação, com a aproximação da Copa do Mundo de 2014 e as obras que serão feitas em Porto Alegre para sediar a competição. Ouvimos do secretário extraordinário para a Copa do Mundo, José Fortunati, que também é vice-prefeito da capital, que haverá programas específicos para qualificar a categoria e ocupar todos os postos de trabalho existentes.

Valter Souza

Presidente do STICC
Presidente da Nova Central RS
e Vice-presidente da Feticom

Nenhum comentário: